Pesquisa Qualitativa

Conheça como o público e o mercado percebem o seu negócio

É uma pesquisa exploratória que identifica aspectos subjetivos e emocionais relevantes para a tomada de decisões no que se refere a produtos, serviços, conceitos, imagem, mercado comunicação etc. Trata-se de uma abordagem bastante rica em informações, capaz de identificar opiniões, expectativas e motivações de uma maneira mais profunda, possibilitando o conhecimento, a compreensão e a interpretação de determinados comportamentos dos clientes, dos não-clientes, dos ex-clientes, do mercado e da concorrência. Se constitui em uma forma muito propícia para a geração de insights

As técnicas mais usadas são:

 

Grupos focais

Reuniões de participantes convidados, segundo critérios de segmentações e padrões socioeconômicos pré-fixados. Os grupos são guiados por um moderador especializado e experiente que estimula a  interação e a verbalização das suas opiniões e emoções. Tais reuniões possibilitam ainda a apreensão das referências desses participantes em níveis menos racionais, ao ensejar que visões de mundo e do tema estudado aflorem, sem uma rígida limitação de categorias pré-estabelecidas, em um ambiente informal e agradável.

Entrevistas em Profundidade

Tratam-se de entrevistas individuais pessoais ou telefônicas, não estruturadas, conduzidas por um entrevistador qualificado e familiarizado com a temática, que naturalmente estimula e ‘provoca’ o participante a revelar motivações pessoais, crenças, atitudes e sentimentos sobre determinados tópicos previamente acordados em um roteiro. Os entrevistados são incentivados sempre a falar livremente sobre os temas, dando espontaneamente vazão a diferentes emoções ou percepções que dificilmente são perceptíveis em outras técnicas.

Observação

Tratam-se de observações de comportamentos de participantes em determinados ambientes ou em situações específicas de compra, de interação com a marca, na prestação de serviços, de relacionamento com funcionários, entre outras. Tais observações são realizadas por profissionais treinados e experientes, a partir de um roteiro semiestruturado que previamente especifica os aspectos mais importantes, sem inibir o eventual acompanhamento de situações não previstas ou desconhecidas. Podem ser pesquisas etnográficas ou de cliente oculto.

Pesquisa Quantitativa

Dados claros e confiáveis para uma visão objetiva do negócio na tomada de decisões

A pesquisa quantitativa possibilita uma tomada de decisão com um maior grau de certeza, ao se orientar por amostras representativas do universo a ser considerado e abarcar os segmentos relevantes à cada análise. A coleta de dados normalmente se dá por meio de questionários estruturados com perguntas objetivas (fechadas) e também com indagações abertas que possibilitam uma livre expressão dos entrevistados

Os recursos mais usados são:

 

CATI

Tratam-se de entrevistas telefônicas, todas devidamente gravadas e monitoradas por uma equipe de supervisores da Checon, tanto para assegurar uma maior qualidade quanto para eventuais auditorias do clientes final ou da entidade certificadora. Os entrevistadores são previamente treinados e capacitados na temática do questionário, sendo que na Checon tal atividade apenas é realizada por entrevistadores com o ensino superior completo ou em andamento.

CAPI / Face a face

Tratam-se de entrevistas pessoais aplicadas por tablete, sendo todas gravadas e monitoradas por uma equipe de supervisores da Checon, tanto para assegurar uma maior qualidade quanto para eventuais auditorias do clientes final ou da entidade certificadora. Os entrevistadores são previamente treinados e capacitados na temática do questionário, sendo que na Checon tal atividade apenas é realizada por entrevistadores com o ensino superior completo ou em andamento.

Web / Painel

Tratam-se de entrevistas aplicadas via web, com inúmeros recursos como a possibilidade de preenchimento do questionário ser realizado em diferentes momentos pelo participante, de propiciar o acompanhamento dos resultados parciais tão logo cada entrevista seja concluída, de possibilitar um acesso mais rápido e econômico a públicos dispersos geograficamente, de um maior controle da amostra, da visualização de filmes e imagens etc..

URA

Tratam-se de entrevistas realizadas via smartphone, que podem ser respondidas por voz ou via digitação pelos participantes, após o recebimento das ligações telefônicas. É possível também a realização via SMS. A Checon tem trabalhado utilizando tanto perguntas objetivas (fechadas) quanto abertas, com resultados bastante interessantes. Normalmente são empregados questionários curtos e a técnica tem a vantagem de possibilitar resultados muito rápidos, a preços bastante atraentes dada a grande disseminação dos smartphones por todas as classes socioeconômicas

Neuromarketing

A união do marketing com a ciência

Encontre respostas muito além do questionário. O neuromarketing possibilita conhecer e avaliar as reações emocionais e espontâneas quando uma pessoa é exposta a anúncios, marcas, produtos, sites, propagandas, entre outros estímulos. A técnica vai além das pesquisas ‘convencionais’, onde apenas são respondidas questões e complementa a abordagem analítica com o instintivo e o emotivo, embasado em medições técnicas e científicas. As reações dos consumidores podem ser percebidas por meio de equipamentos que medem batimentos cardíacos, acompanham o movimento dos olhos, identificam expressões faciais, captam correntes elétricas da pele, entre outras reações corporais que nas metodologias convencionais não são perceptíveis, apesar de influírem quase sempre de forma significativa na tomada de decisões

Na Checon são utilizadas diferentes técnicas de medição biométrica e tais recursos têm sido permanentemente incorporados ao escopo do nosso fornecimento, conforme os desenvolvimentos tecnológicos estejam se consolidando

Dentre os mais utilizados merecem destaque:

 

Eye Tracking

A tecnologia do equipamento de eye tracking da Checon permite identificar 120 vezes por segundo onde os olhos se detêm e por onde ‘navegam’, além de possibilitar a determinação do nível de atenção, do foco, da consciência e de outros estados mentais, com métricas e informações que são utilizadas para gerar insights sobre o comportamento do consumidor, da experiência do usuário (UX), da efetividade da comunicação, para desenhar interfaces revolucionárias em vários dispositivos, entre outras aplicações

Análise de expressões faciais

Trata-se de um software que, a partir das expressões faciais dos participantes, identifica as diferentes emoções (surpresa, raiva, alegria, tristeza, nojo, felicidade, medo) e a respectiva valência (se negativas, positivas e neutras). A métrica se dá a partir da mensuração dos deslocamentos dos músculos faciais como o deslocamento de sobrancelhas, o movimento do canto dos lábios, o fechamento dos olhos, o pressionamento dos lábios, entre outros. Todo o conjunto de dados possibilita uma interpretação das reações das pessoas aos estímulos, com base em micro expressões que quase sempre passariam desapercebidas ou sequer são reconhecidas pelos próprios participantes.

Skin Conduction

Trata-se de um software que possibilita mensurar o nível da excitação emocional das pessoas a partir de estímulos (visuais ou acústicos), assim como também identificar o estresse e as reações espontâneas, com base nas mudanças detectadas na condutividade da pele das pessoas, identificando as variações da corrente com base em medidas biométricas referenciadas de cada participante.

Implicit testing

Trata-se de um software que permite detectar, de forma quase lúdica, a força da associação automática que uma pessoa faz entre as representações mentais de objetos (conceitos), marcas, produtos, serviços, empresas, a partir da própria memória e de seus valores pessoais. É uma medida bastante relevante para mensurar atitudes e preferências que dificilmente conseguem ser verbalizadas, mesmo por que, na maior parte das vezes, sequer temos consciência das mesmas.

Usabilidade (UX)

Entenda como seu cliente usa as plataformas de sua empresa

O teste de usabilidade é uma técnica utilizada para avaliar a experiência de um cliente, consumidor, prospect ou apenas usuário. A cada participante é solicitada a realização de tarefas típicas enquanto o respectivo comportamento é monitorado por um instrumento de coleta de dados e por um moderador. Importante frisar que a Checon utiliza o EyeTracking desde 2009 como ferramenta de auxílio nos testes de usabilidade nas avaliações de portais, de sites, de telas para máquinas de autoatendimento, etc. Informações como ‘1a. área de fixação’, ‘tempo de fixação’, ‘quantidade de visitas’, ‘a forma como a tela é percorrida’ , ‘percepção e influência de banners’, dentre outras inúmeras métricas. Assim como nos demais tipos de pesquisa, é importante selecionar adequadamente usuários que sejam representativos do público durante a preparação do estudo. Muitos testes de usabilidade têm o foco no que as pessoas fazem, porém, na Checon aprofundamos também no que elas dizem durante (ou após) a navegação, para enriquecermos o estudo com a técnica qualitativa.

Dados Secundários

Insights para seu negócio com informações já disponíveis no mercado

Compreendem levantamentos de dados de mercado, documentais de pesquisas disponíveis

 

Levantamentos Bibliográficos

O levantamento bibliográfico consiste na procura de informações públicas relevantes à pesquisa em livros, revistas, jornais, dissertações, teses, tanto de órgãos governamentais, como também de outras fontes tais como entidades privadas, sindicatos patronais ou laborais, associações de classe, organizações não-governamentais entre outras

Levantamentos Documentais

O levantamento consiste na análise de documentos de interesse à pesquisa, tais como informações que estejam disponíveis dentro ou fora da própria empresa, como por exemplo: quantidade de clientes por segmento, quantidade de produtos vendidos, número de colaboradores envolvidos em cada projeto, dados sobre produção, volume de estoques, vendas mensais, gastos com campanhas publicitárias, ROI’s estimados, tempo despendido em tarefas e etc. Dependendo do projeto, tais informações podem ser fundamentais para que se tenha uma ideia geral do negócio e seja feita uma análise mais assertiva.

Levantamentos Estatísticos

Consiste na análise de estatísticas e de séries históricas geradas por empresas do setor público ou privadas, tais como IBGE, FGV, IPEA, FIESP, CNI,  e etc

Levantamento de Pesquisas Realizadas

É extremamente válido que, antes de qualquer outro esforço ou investimento, seja despendido um certo tempo para apurar se pesquisas que já foram realizadas pela empresa, abordando o tema que se deseja estudar, não possuem informações relevantes a serem consideradas, ainda que apenas como séries históricas. Com base em levantamentos anteriores, a confecção da nova pesquisa pode ser bem mais assertiva, concentrando-se nos pontos que devem ser levantados. Pesquisas anteriores também podem ter sido aplicadas com metodologias diferentes do que a pretendida inicialmente, dando assim, uma outra perspectiva de como o estudo poderá ser montado

Entrar em contato

 

Nosso endereço:

SCRN 712/713 Bl. B Ent. 6 - Loja 6 Cep:70.760.620

Brasília - DF - Brasil

 

Contate-nos

Selecione sua opção